[ad_1]

Divulgação

Divulgação

Sasha Maneghel posa para a Morena Rosa no hotel Rosewood, em São Paulo

Como uma boa representante da geração Z, Sasha Meneghel se divide entre ser modelo, estilista e influenciadora (ela tem 8,2 milhões de seguidores no Instagram), mas existe um título especial do qual ela se orgulha muito: ser a filha da Xuxa. “Ela é uma mulher incrível, além de ser uma mãe sensacional, espetacular, é um ícone, foi muito revolucionária”, disse à Forbes na última quinta-feira (20), em evento petit comité para comemorar os 30 anos da marca Morena Rosa no hotel Rosewood, em São Paulo. 

Na conversa, Sasha parabenizou a coragem de sua mãe em abordar temas delicados, como abuso sexual e profissional em Xuxa, o Documentário – série que estreou este mês na Globoplay, com direção de Pedro Bial. “É muito importante as pessoas não normalizarem qualquer tipo de abuso e falarem abertamente sobre o assunto em suas casas”, ressaltou a modelo/influencer/estilista. Confira a entrevista a seguir. 

Este mês estreou Xuxa, o Documentário na Globoplay. Como vê toda a exposição que o doc está gerando na vida de sua mãe?  

Minha mãe foi muito corajosa e vulnerável neste documentário. Ela levantou bandeiras extremamente importantes, como a do abuso sexual e profissional. É muito importante as pessoas não normalizarem qualquer tipo de abuso e cada vez mais falarem abertamente sobre o assunto em suas casas, com seus filhos e, principalmente, no âmbito profissional. 

Ela dividiu os temas que ia abordar com você? Participou do processo? 

Quando ela estava no processo de criação, ela falou: “cara, as pessoas vão me julgar, mas acho que é importante, acho que isso vai ser legal para os meus netos verem no futuro”. Então sim, ela dividiu tudo comigo. E eu participei também, ela me levou para conhecer Santa Rosa (RS), foi muito especial poder ver a casinha onde minha avó cresceu. 

Como foi crescer sendo a “filha da Xuxa”?

De início não sabia lidar com a fama, por muito tempo foquei na parte negativa, nas cobranças e expectativas que tinham criado sobre mim. Não conseguia separar as coisas e me pressionava para ter uma vida privada, afinal, nada meu era privado. Hoje tudo mudou, meu foco é diretamente no amor que recebo, coisa que sou muito grata, porque recebo muito amor.  

Sente que conseguiu separar a Sasha da “filha da Xuxa”?

Sim e acredito que a maioria dos fãs da minha mãe e das pessoas que me seguem já entenderam que sou a Sasha. É uma separação necessária, ela sempre vai ser minha mãe e eu sempre vou olhar pra ela com o maior orgulho do mundo, porque ela é uma mulher incrível, além de ser uma mãe sensacional, espetacular, é um ícone, foi muito revolucionária. Tenho muito orgulho de dizer que eu sou filha da Xuxa. 

Assim como toda boa representante da geração Z, é modelo, estilista, influenciadora, enfim, multitalentos. Conta o que está fazendo no momento e seus planos futuros. 

Estou trabalhando bastante como modelo, coisa que adoro, amo fotografar, mas meu maior sonho sempre foi ser estilista. Me formei em 2020 na Parsons, em NY, fiz um curso focado em moda consciente, e ano que vem vou abrir minha marca, meu grande projeto, que vai sair do papel no primeiro semestre.

Já tem nome? Pode adiantar algo?

Ainda não posso adiantar muita coisa, mas estou trabalhando nela faz um bom tempo. Vamos começar a produção em agosto, estou animada.

E a parte da influência, como lida com os 8,2 milhões de seguidores no Instagram?

Nunca olhei para isso como um trabalho. Foi algo orgânico, natural, foi acontecendo, e obviamente sou muito grata, acho que é um privilégio poder influenciar pessoas, é um poder muito grande e eu zelo muito. Tomo muito cuidado com os meus trabalhos, com a minha credibilidade, porque sei que estou influenciando muita gente, é muita responsabilidade. 

 



[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *