[ad_1]

display do eVtol

Um display do eVtol foi apresentado no Austin Convention Center durante a Conferncia e Festival SXSW 2023 em maro

Suzane Cordeito/AFP – 12/3/23

A Eve Air Mobility e a Embraer anunciaram, ontem, que escolheram a cidade de Taubat, no interior de So Paulo, para a produo das aeronaves eltricas de decolagem e pouso vertical (eVtols), da Eve, que possui mais de US$ 8 bilhes em encomendas. A Eve uma subsidiria da Embraer na rea de mobilidadade urbana. A nova fbrica dos veculos eltricos voadores ser instalada em uma rea dentro da unidade existente da Embraer, na cidade paulista, e ainda sujeita a aprovao final das autoridades. Questionada, a empresa ainda no informou quantos empregos podem ser gerados com o empreendimento.

De acordo com o comunicado das duas empresas, o local se beneficia de uma logstica estratgica, oferecendo fcil acesso por meio de rodovias e proximidade de uma linha ferroviria. Outra vantagem significativa a localizao prxima sede da Embraer em So Jos dos Campos (SP) e da equipe de engenharia e recursos humanos da Eve, o que facilitar o desenvolvimento e a sustentabilidade de novos processos de produo, aumentando a agilidade e a competitividade da empresa.

“Quando comeamos a procurar um local para fabricar nossa eVTOL, quisemos repensar como a aeronave poderia ser construda utilizando as mais recentes tecnologias e processos de fabricao, combinados com outros aspectos, como a cadeia de suprimentos e logstica”, disse Andr Stein, co-CEO da Eve, no comunicado. Segundo ele, a nova linha de montagem est sendo projetada para “priorizar segurana, qualidade, eficincia, produtividade e sustentabilidade.”

“Essa deciso est alinhada ao nosso plano estratgico de crescimento baseado em inovao e sustentabilidade”, disse Francisco Gomes Neto, Presidente e CEO da Embraer. Ele informou que acredita no potencial do mercado global de Mobilidade Area Urbana e aposta na Eve como uma das principais empresas desse setor.

Encomendas 

As cartas de intenes recebidas pela Eve para a compra da eVtol somam, at o momento, 2.850 unidades, o que corresponde a uma carteira superior a US$ 8 bilhes, de acordo com a companhia. Entre os 28 clientes da Eve, destacam-se operadores de helicpteros, companhias areas, empresas de leasing e plataformas de voos compartilhados. No Brasil, dos 2.850 eVTOLs encomendados, so 285 veculos dos quais 100 so para a Avantto, 50 para a Helisul, 40 para a FlyBIS, 25 para a Flapper e 70 para a Voar, segundo a empresa.

Em maio de 2022, a Eve anunciou uma parceria com a Porsche Consulting para definir a estratgia macro global de produo, cadeia de suprimentos e logstica do eVTOL. “Desde ento, as empresas tm trabalhado juntas para pesquisar conceitos avanados de fabricao e inovao, utilizando suas expertises em aeronutica e automobilismo para projetar um conceito de industrializao para aeronaves eVTOL baseado em padres elevados de segurana, qualidade e eficincia”, acrescentou o comunicado.

Em junho, durante a feira Paris Air Show, a Eve anunciou a escolha de trs fornecedores. A Nidec far o sistema de propulso do eVtol, a BAE Systems, o sistema de baterias, e a DUC, os rotores. No mesmo evento, a companhia divulgou novas parcerias. Um acordo com a United Airlines pretende levar a tecnologia para a regio de San Francisco, nos EUA. Na Europa, as parcerias com a Blade e a Widere Zero foram ampliadas. Houve tambm uma nova encomenda da irlandesa NAC.

A Eve continua progredindo no desenvolvimento de seu eVTOL e est desenvolvendo um software de Gerenciamento de Trfego Areo Urbano (Urban ATM) “para otimizar e expandir as operaes de Mobilidade Area Urbana em todo o mundo”.

Produo 

O eVtol (veculo eltrico de decolagem e pouso vertical, na sigla em ingls), ainda no existe. Est em fase de projeto e os primeiros prottipos esto sendo montados a partir de agora. Se tudo correr como previsto, o primeiro voo experimental ocorrer em 2024 – embora a empresa prefira no cravar a data do primeiro teste real. A expectativa de que o eVtol seja entregue aos compradores em at trs anos. Embora ainda esteja sendo criado, j existem quase 3.000 encomendas. Pelo cronograma atual, os primeiros veculos devem ser entregues em 2026.

A Eve espera que os voos iniciais custem de US$ 50 a US$ 100 (cerca de R$ 250 a R$ 500) por passageiro, para trajetos de 10 a 15 minutos. Neste tempo, seria possvel ir de Campinas a So Paulo, por exemplo. Se o custo baratear muito, os novos veculos voadores poderiam competir at com o transporte urbano em carros autnomos. Mas esse cenrio ainda deve demorar a acontecer, pois depende de uma srie de fatores.



[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *