[ad_1]

Crítica

Senadores da oposição, como Hamílton Mourão (Republicanos-RS) e Flávio Bolsonaro (PL-RJ), criticaram as declarações do ministro do STF, Luís Roberto Barroso, que mencionou que “nós derrotamos o Bolsonarismo”. De acordo com nota do STF, o ministro se referia “ao voto popular e não à atuação de qualquer instituição”. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, considerou as falas inadequadas e afirmou que “a arena política se resolve com as manifestações políticas e com a ação poltica dos sujeitos políticos”.

Barroso afirmou, por meio de nota, nesta quinta-feira (13) que se referia ao extremismo golpista e violento que se manifestu em 8 de janeiro. Disse ainda que não pretendeu ofender os 58 milhões de eleitores do ex-presidente.

13/07/2023, 16h45 – ATUALIZADO EM 13/07/2023, 20h10

Duração de áudio: 01:54

Foto: Antonio Augusto/secom/TSE

Transcrição
PRESIDENTE DO SENADO LAMENTA DECLARAÇÕES DE MINISTRO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL SOBRE BOLSONARISMO.
SENADORES DE OPOSIÇÃO SUGEREM IMPEACHMENT DO MAGISTRADO. REPORTAGEM DE RODRIGO RESENDE.

Senadores da oposição sugeriram o impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, por declarações no Congresso da União Nacional dos Estudantes. Em meio a vaias de um grupo contrário à presença dele, Barroso declarou que a democracia que derrotou o Bolsonarismo permite opiniões divergentes. O senador Hamilton Mourão, do Republicanos do Rio Grande do Sul, ex-vice-presidente da República, criticou a manifestação do magistrado. 

Mourão – Quando a gente vê um ministro da Suprema Corte declarar ostensivamente que nós vencemos o bolsonarismo … tem justiça nesse país? Não tem! E nós aqui, nós parlamentares temos o dever de enfrentar isso.

Ao citar telefonemas de senadores para que se posicionasse, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, destacou o respeito ao ministro do STF, mas declarou que as manifestações foram inoportunas. 

Mas, de fato, devo registrar que tão inadequado quanto o ataque já sofrido pelo ministro do Luís Roberto Barroso, a quem aqui manifesto meu profundo respeito, também evidentemente foi muito inadequada, inoportuna, infeliz a frase, a fala do ministro Barroso no evento da UNE em relação a um segmento político, uma ala política a qual eu não pertenço, mas, que é uma ala política. A arena política se resolve com as manifestações políticas e com a ação poltica dos sujeitos políticos.

Rodrigo Pacheco espera uma retratação por Luís Roberto Barroso. O presidente do Senado destacou que vai analisar com independência qualquer pedido de impeachment contra o ministro. De acordo com nota do STF, as palavras ditas pelo ministro Barroso “se referiam ao voto popular e não à atuação de qualquer instituição”. Da Rádio Senado, Rodrigo Resende.

LOC: EM NOTA NESTA QUINTA-FEIRA, O MINISTRO LUÍS ROBERTO BARROSO AFIRMOU QUE UTILIZOU A EXPRESSÃO “DERROTAMOS O BOLSONARISMO”, QUANDO NA VERDADE SE REFERIA AO EXTREMISMO GOLPISTA E VIOLENTO QUE SE MANIFESTOU NO 8 DE JANEIRO E QUE CORRESPONDE A UMA MINORIA.
BARROSO DIZ QUE “JAMAIS PRETENDEU OFENDER OS 58 MILHÕES DE ELEITORES DO EX-PRESIDENTE NEM CRITICAR UMA VISÃO DE MUNDO CONSERVADORA E DEMOCRÁTICA, QUE É PERFEITAMENTE LEGÍTIMA” E QUE TEM “O MAIOR RESPEITO POR TODOS OS ELEITORES E POR TODOS OS POLÍTICOS DEMOCRATAS, SEJAM ELES CONSERVADORES, LIBERAIS OU PROGRESSISTAS”.

[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *