[ad_1]

Uma declaração recente do guitarrista Nuno Bettencourt ganhou as manchetes por conta de um momento específico. Membro da banda da popstar Rihanna por vários anos – e tendo se reunido com ela recentemente para o show do Superbowl –, o português disse que um guitarrista típico de rock não conseguiria se adaptar à diversidade sonora que o trabalho exige.

A declaração foi dada durante bate-papo com a estação britânica de rádio Planet Rock. Para contextualizarmos melhor, vamos reproduzir a tradução da transcrição publicada em vários veículos de língua inglesa:

“Quando algumas pessoas olham para Rihanna pensam: ‘Oh, isso é fofo. É uma artista pop, tanto faz’. Deixe-me contar o que eu tinha que fazer noite após noite … colocar um chapéu de reggae para uma música com um toque de reggae. Entrar no R&B, depois um punk rock, outro pop rock que ela fez e, em seguida, faixas de clubes dançantes. Todos os tipos de coisas, todas essas sensações diferentes. Sinto muito, a maioria dos guitarristas que admiro não conseguiria fazer um show assim. E o digo da maneira mais elogiosa possível.”

A polêmica se deu de verdade quando o membro do Extreme usou um exemplo específico. Fica claro que ele apenas quis usar um nome que muita gente reconhece com simples menção. Ao mesmo tempo, o fato é que ele realmente falou. Sendo assim, a coisa ganhou proporções maiores que as imaginadas.

“Slash é um dos maiores guitarristas de rock de todos os tempos, mas eu garanto – e ele seria o primeiro a reconhecer – que se precisar tocar uma introdução limpa para ‘Rude Boy’ de Rihanna, não aconteceria. Ele teria que lutar. Eu acredito que se eu não fosse tão diverso musicalmente e conhecido todo tipo de música quando era mais novo, não teria como estar nessa. E também ser aberto, ser um músico aberto no sentido de absorver tudo.”

A resposta de Richard Fortus

Ao compartilhar uma das várias publicações da entrevista, o colega de função de Slash no Guns N’ Roses, Richard Fortus, discordou. Ele saiu em defesa do amigo escrevendo:

“Eu tenho que discordar respeitosamente. Nuno Bettencourt é um dos grandes, com certeza. No entanto, há muito pouco que Slash não poderia fazer na guitarra (se ele quisesse). Fiz turnê com Rihanna antes de Nuno e passei muito tempo tocando com Slash. Este trabalho não seria complicado para ele.”

Nuno Bettencourt rebate

Obviamente, Nuno Bettencourt resolveu esclarecer as coisas. Porém, sua reação foi desproporcional, mais parecendo com a de quem foi “pego no pulo” fazendo algo que não deveria.

“Eu sabia que eventualmente isso aconteceria. Você não pode ser abençoado e estar em várias capas de revistas de guitarra aos chocantes 56 anos de idade, receber tanta atenção por sua forma de tocar e novo álbum como um guitarrista de rock sem outro guitarrista agitando alguma m*rda. Estou respondendo a isso não porque dou a mínima para o que esse guitarrista pensa sobre mim. É apenas porque eu odiaria pensar que minhas poucas palavras ofenderam um herói meu, Slash, possivelmente estragando meu relacionamento com ele.

Fortus, eu ‘respectivamente’ nunca ouvi você tocar uma nota em meus 56 anos de vida e só sei o seu nome por conta do pessoal de Rihanna e como um músico substituto no GUNS. Tenho certeza que você é um músico decente, mas você realmente precisava repercutir uma manchete que me fez parecer que estou falando mal de outro cara, no caso de Slash? Como se eu fosse pensar que ele não é capaz de tocar nenhuma música da Rihanna enquanto dorme.

Vamos esclarecer uma coisa. Para mim, Slash é um dos maiores guitarristas de rock da minha geração e de todos os tempos. PONTO FINAL. E Fortus, se você me conhecesse e soubesse onde está meu coração, saberia que o que eu quis dizer nesta declaração não era sobre Slash ou sua capacidade, era sobre guitarristas de rock como eu ou Slash trocando de gênero e a estranheza dessas sensações.

Sem dúvidas Slash pode tocar essas músicas, muito obrigado por apontar isso como se já não soubéssemos. Mas para mim, como um guitarrista de ROCK predominante, obviamente não sou tão talentoso quanto você e achei um desafio acertar todos os diferentes tons de guitarra de gêneros como reggae, R&B, electronic dance, trap e pop.

No que diz respeito à minha afirmação ridícula de que Slash iria ‘lutar’, sim, uma má escolha de palavras da minha parte, eu pessoalmente espero que Slash, que é um colega e uma influência, seja mais maduro o suficiente para entender o que eu realmente quis dizer como guitarrista com esse comentário.

Ao mencionar Slash como um exemplo icônico do rock, quis dizer que, em geral, um guitarrista do gênero acharia NÃO UMA LUTA, mas se sentiria como um peixe fora d’água como músico. ISSO É TUDO QUE EU DISSE. Não tenho nada além de respeito e admiração pelo Guns N’ Roses e Slash. Peço desculpas caso, sem intenção, tenha ofendido alguém.”

Aguardemos o desenrolar dos próximos capítulos – se é que eles realmente acontecerão.

Carreira de Richard Fortus

Vale destacar que, além de Rihanna, fora do rock Richard Fortus tocou com nomes como Enrique Iglesias, N’SYNC e Nena, entre outros. Dentro do estilo, além do Guns N’ Roses integrou Thin Lizzy, The Dead Daisies, Love Spit Love – com antigos membros do The Psychedelic Furs – e a banda do cantor finlandês Michael Monroe, ex-Hanoi Rocks.

Clique para seguir IgorMiranda.com.br no: Instagram | Twitter | Threads | Facebook | YouTube.



[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *