[ad_1]

Nesta terça-feira (18), o TMZ revelou que a modelo Gigi Hadid foi presa nas Ilhas Cayman por posse de maconha e apetrechos para uso de cannabis.

De acordo com o veículo, Gigi chegou no Aeroporto Internacional Owen Roberts, no dia 10 de julho, em um voo de jato particular vindo dos Estados Unidos. Hadid então foi parada por agentes da Alfândega e do Controle de Fronteiras, que colocaram suas malas em um scanner e as revistaram manualmente.

As autoridades encontraram uma pequena quantidade de maconha, bem como utensílios para fumar, dentro da bagagem. Embora tenham revelado que a substância era para uso pessoal, Gigi e a amiga que a acompanhava, Leah Nicole McCarthy, foram acusadas de “suspeita de importação de ganja [maconha] e utensílios usados ​​para o consumo de ganja”.

Ambas foram detidas e levadas para o Royal Cayman Islands Detention Center. Hadid e McCarthy foram acusadas ​​oficialmente durante uma audiência no tribunal dois dias depois, e se declararam culpadas da posse dos produtos. Cada uma das jovens pagou US$ 1000 (aproximadamente R$4800) em multas e, mais tarde, conseguiram pagar a fiança e foram liberadas.

Gigi Hadid
A modelo foi detida por posse de maconha, mas alegou que usa a substância por conselho médico. (Foto: Getty)
Continua depois da Publicidade

Gigi e a amiga irão aguardar o julgamento em liberdade e não terão qualquer registro do incidente em seus históricos criminais.

Após a repercussão, o representante de Gigi se manifestou sobre o ocorrido em nota ao E!News. “Gigi estava viajando com maconha comprada legalmente em Nova York com uma licença médica. [A substância] também é legal para uso médico em Grand Cayman desde 2017. Seu histórico permanece limpo e ela aproveitou o resto de seu tempo na ilha”, afirmou a equipe.

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques



[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *