[ad_1]

CNN Esportes

A Copa do Mundo Feminina de 2023 está oficialmente iniciada. Após cerimônia de abertura, a bola rolou às 4h desta quinta-feira (de Brasília) para Nova Zelândia x Noruega, no estádio Eden Park, na cidade neozelandesa de Auckland. Em casa, a Nova Zelândia venceu por 1 a 0.

Esta é a primeira edição do Mundial realizada em dois países: além da Nova Zelândia, a Austrália também recebe jogos do torneio de 32 clubes, organizado pela Fifa.

Confira a tabela e a classificação da Copa do Mundo Feminina. 

As australianas, aliás, realizaram o segundo jogo da Copa do Mundo, às 7h, contra a Irlanda, no Estádio Olímpico de Sydney, que vai receber a final em 20 de agosto. A partida teve arbitragem brasileira, comandada por Edina Alves, e acabou 1 a 0 para o time da casa.

Veja os jogos do primeiro dia da Copa do Mundo Feminina

  • 4h: Nova Zelândia 1 x 0 Noruega, pelo grupo A. Estádio Eden Park (NZE)
  • 7h: Austrália 1 x 0 Irlanda, pelo grupo B. Estádio Olímpico de Sidney (AUS)
  • 23h30: Nigéria x Canadá, pelo grupo B. Estádio Melbourne Rectangular (AUS)

Primeira edição com 32 seleções

A edição de 2023 será a primeira que contará com a presença de 32 seleções desde que a competição foi criada, em 1991.

Serão seis representantes da Ásia, um da Oceania, doze da Europa, quatro da África, seis das Américas do Norte e Central, e três da América do Sul. Essas 32 participantes estão divididas em oito grupos com quatro seleções cada.

Horários dos jogos

Por ser disputada na Oceania, as partidas da Copa de 2023 serão, em sua maioria, no período da madrugada aqui no Brasil, com a maior parte dos jogos começando entre 00h e 06h30.

Outros confrontos acontecerão de noite no Brasil, entre 22h e 23h30, enquanto os demais embates acontecerão pela manhã, entre 7h e 9h.

A Seleção Brasileira estreia contra o Panamá, na segunda-feira (24), às 8h (horário de Brasília), no Hindmarsh Stadium, em Adelaide. Na fase de grupos, o Brasil ainda enfrenta a França, no dia 29 de julho, e a Jamaica, em 2 de agosto. Essas datas serão ponto facultativo para servidores públicos, assim como em Mundiais masculinos.

Grupos da Copa do Mundo Feminina 2023

Estádios

A Copa de 2023 terá 10 sedes espalhadas pela Austrália e pela Nova Zelândia.

Na Austrália, os seis estádios são: Estádio Olímpico de Sydney e Sydney Football Stadium, em Sidney; Suncorp Stadium, em Brisbane, AAMI Park, em Melbourne; Perth Rectangular Stadium, em Perth; e Hindmarsh Stadium, em Adelaide.

Já na Nova Zelândia, as partidas serão disputadas no Eden Park, em Auckland; no Wellington Regional Stadium, em Wellington; no Forsyth Barr Stadium, em Dunedin; e no Waikato Stadium, em Hamilton.

Bola oficial

A bola que será utilizada na Copa do Mundo Feminina 2023 trará a mesma tecnologia usada na Copa Masculina de 2022, com um sensor que fornece dados para o árbitro de vídeo em tempo real.

Esse dispositivo, utilizado junto de inteligência artificial e câmeras ao redor do estádio, possibilita a utilização do impedimento semiautomático. Também há nela uma tecnologia para melhorar precisão e consistência da bola, assim como a aerodinâmica.

O design, segundo a Adidas, foi inspirado na natureza e presta homenagem à paisagem da Austrália e da Nova Zelândia. Esse é o nono ano consecutivo em que a fornecedora esportiva produz as bolas da Copa Feminina da Fifa.

Nomeada OCEAUNZ, ela tem padrões australianos criados pela artista local Chern’ee Sutton e marcas neozelandesas projetadas pela artista Fiona Collis.

Premiação

O prêmio da Copa do Mundo Feminina da FIFA de 2023 aumentará em 300% em relação a última edição, e passará a ser de US$ 150 milhões (cerca de R$ 792 milhões).

Se comparado com o valor de premiação da Copa do Mundo de 2015, esse valor é 10 vezes maior, embora seja menor do que os US$ 440 milhões (R$ 2,3 bilhões) da Copa do Mundo masculina no Catar, no ano passado.

Preparação brasileira

Seleção Feminina treina na Austrália e se prepara para o Mundial
Sob o comando de Pia, a seleção brasileira treinou nesta quarta (12) / Thais Magalhães/CBF

A Seleção Brasileira chega para a disputa de seu nono Mundial Feminino em busca de um título inédito.

Ao longo dessas nove participações, o Brasil acumula 34 jogos, com 20 vitórias, 4 empates e 10 derrotas, 66 gols marcados e 40 sofridos. A melhor campanha da Seleção foi no Mundial em 2007, na China, quando terminou com o vice-campeonato, perdendo para as alemãs na final, por 2 a 0.

Para a edição de 2023, a técnica Pia Sundhage tem, entre outros destaques, a goleira Letícia Izidoro, a lateral-esquerda Tamires, as atacantes Bia Zaneratto, Andressa Alves e Debinha, além de Marta, maior artilheira da história das Copas, com 17 gols.

Jogos do Brasil

A Seleção Brasileira estreia no Mundial contra o Panamá, na segunda-feira (24), às 8h (horário de Brasília), no Hindmarsh Stadium, em Adelaide. Na 2ª rodada, enfrenta a França, no dia 29 às 07h, no Suncorp Stadium, em Brisbane. A equipe fecha a fase de grupos contra a Jamaica, no AAMI Park, em Melbourne, às 07h do dia 2 de agosto.

  • Brasil x Panamá (24/07, às 08h), Hindmarsh Stadium
  • Brasil x França (29/07, às 07h), Suncorp Stadium
  • Brasil x Jamaica (02/08, às 07h, AAMI Park

Antes da estreia, a Seleção Brasileira realizou três partidas pré-Copa, com três vitórias: 2 a 1 na Alemanha, em maio (gols de Tamires e Ary Borges); 4 a 0 no Chile, em 2 de julho (gols de Gabi Nunes, Duda Sampaio, Luana e Geyse); e 3 a 0 na China, em 13 de julho (gols de Luana, Kathellen e Rafaelle).

[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *