[ad_1]

  • ‘Muito sushi’: homem descreve como fez para sobreviver em mais dois meses à deriva no Pacífico
  • Antes de iate, eles tiveram como alvos carrões e jatinhos: veja quem são os ativistas que vandalizam itens de luxo

Peixe-pênis é servido cru

Com formato fálico, o peixe-pênis é servido sem qualquer tipo de cozimento. A receita mais famosa apresenta a iguaria acompanhada de um molho feito com óleo de gergelim, sal e gochujang – um condimento picante.

Antes de ser levado à mesa, é preciso limpar o peixe-pênis. O intestino do verme tem de ser retirado e, em seguida, a carne é lavada. Somente após este processo que a iguaria é fatiada.

De acordo com sites especializados em comida asiática, o peixe-pênis tem um sabor descrito como “suave”, com um toque adocicado.

Com formato cilíndrico, possuem parentesco com nematoides como as lombrigas, além de artrópodes, como os insetos e aracnídeos. Pescadores da Ásia costumam se aglomerar nas praias pra coletá-los, já que também servem como uma boa isca — e atraem principalmente o peixe robalo.

Além da Argentina, muitos desses vermes já foram encontrados em uma praia na Califórnia em 2019, e grupos menores foram vistos historicamente nas costas argentinas. Os peixes-pênis costumam se enterrar na areia, mas tempestades e ondas no oceano podem levá-los para a terra.

Peixe-pênis pode viver até 25 anos

Evidências fósseis identificaram que esta criatura existe há 300 milhões de anos, sendo que um único Urechis unicinctus pode viver até 25 anos.

Devido ao seu formato semelhante ao pênis, alguns acreditam que a carne dele contenha propriedades afrodisíacas. No entanto, a crença não possui evidência científica.

[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *