[ad_1]

“Nesse desafio da F1 In Schools, eles são desafiados a projetar um carro, que é miniatura de Fórmula 1, levando em consideração os conhecimentos de engenharia, matemática, ciência da natureza, área da física que trabalha aerodinâmica, porque o carro precisa de um desenho que permita correr rápido numa pista de 22 metros. E como esse carro vai ser impulsionado? Por um cilindro de CO2, e aí já tem a química aplicada no conhecimento. Por que o projeto é de grande relevância? Porque ele traz como ponto de partida o tipo de aprendizagem que tem sido mais relevante no meio da docência, que é a aprendizagem por projetos. O aluno aplica conhecimentos teóricos a um objeto, a um produto final”, enfatiza.

[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *