[ad_1]

Com presença de público nos Aflitos, o Náutico derrotou o Figueirense por 2 a 1, neste sábado (15), em partida válida pela 13° rodada da Série C. O resultado consolidou o Timbu no G8, na quarta posição com 22 pontos. O Figueira não conseguiu chegar entre os oito primeiros e se manteve na nona colocação com 16 pontos. 


O próximo jogo do Náutico na Série C é contra o Remo no domingo (23). A partida será com portões fechados nos Aflitos por causa da punição imposta pelo STJD pela briga entre torcedores organizados. O Figueirense encara o Floresta-CE na segunda-feira (24). 


Com a ausência de Souza, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Fernando Marchiori optou pela escalação de Gabriel Santiago. 


O jogo


Primeiro tempo em que apenas o Náutico jogou nos Aflitos. Fazendo valer o mando de campo e a presença da torcida, os alvirrubros não deixaram o Figueirense atuar. Logo aos três minutos, os mandantes já haviam perdido a primeira boa chance do jogo. Berguinho fez a jogada pelo lado esquerdo e cruzou rasteiro para o meio da área. Eduardo apareceu livre como homem surpresa, mas finalizou por cima do gol. 


Sentindo a ausência de Souza, o Náutico não conseguiu ser eficiente nas bolas paradas. Porém, isso não fez falta para abrir o placar. Gabriel Santiago pegou a bola na quina da grande área e fez o cruzamento, quem apareceu para cabecear, livre de marcação, foi o capitão Victor Ferraz que finalizou no contrapé do goleiro Wilson, aos 29 minutos. 




E deu tempo de ampliar antes do intervalo. Aos 37 minutos, o Figueirense errou na saída de bola e o Náutico foi letal no contra-ataque. Gabriel Santiago, mais uma vez, iniciou a jogada e serviu Jean Mangabeira. O volante entortou o zagueiro adversário e teve frieza para fazer o segundo gol alvirrubro. Logo depois o Figueira teve uma boa chance com o lateral Elias, mas Vágner fez uma ótima defesa. 


Atrás no placar, o Figueirense voltou com outra postura na segunda etapa logo nos minutos iniciais e foi recompensado já aos 14 minutos. Dois jogadores acionados por Paulo Baier na segunda etapa criaram o primeiro gol. A defesa alvirrubra falhou, Bruno General finalizou e Vágner deu rebote. Gustavo França aproveitou a sobra para diminuir o placar nos Aflitos. 


No último minuto do jogo, o Figueirense chegou a balançar as redes, mas teve o gol anulado. Após cobrança de escanteio o goleiro Wilson estava dentro da área e cometeu falta em Vágner antes da bola sobrar para os atacantes do Figueirense. 


Ficha técnica:


Náutico 2

Vagner; Victor Ferraz (Diego Ferreira), Odivan, Denilson (Danilo Cardoso) e Rennan Siqueira; Jean Mangabeira, Gabriel Santiago (Elton), Eduardo e Berguinho (Bryan); Paul Villero e Jeam (Thiaguinho). Técnico: Fernando Marchiori. 


Figueirense 1

Wilson; Elias, Eduardo Rosado, Otávio Gut (Cesar) e Raí (Vinicius Nucci); Robson Alemão, Barba e Dudu (Gustavo França); Gledson, Andrew (Nicolas) e Renan Bernabé (Bruno General). Técnico: Paulo Baier.


Local: Aflitos (Recife/PE)

Árbitro: Antônio Dib Moraes de Sousa (PI)

Assistentes: Mauro Cezar Evangelista de Sousa e Rogerio de Oliveira Braga (ambos do PI)

Gols: Victor Ferraz (29’ 1° tempo); Jean Mangabeira (37’ 1° tempo); Gustavo França (14’ 2° tempo).

Cartões amarelos: Andrey (FIG); Andrew (FIG); Elias (FIG); Gledson( FIG); Paul Villero (NAU); Thiaguinho (NAU).

Público:  8.818 torcedores. 

Renda: R$ 176.714,00.

 


 



 


 

Veja também

Preto, branco e vermelho de sangue: força-tarefa policial é montada após empate do Santa Cruz

VIOLÊNCIA

Preto, branco e vermelho de sangue: força-tarefa policial é montada após empate do Santa Cruz

No Arruda, Santa Cruz empata com Potiguar e se complica ainda mais na Série D; veja próximos passos

SÉRIE D

No Arruda, Santa Cruz empata com Potiguar e se complica ainda mais na Série D; veja próximos passos



[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *