[ad_1]

Pela segunda Copa do Brasil consecutiva, o São Paulo eliminou o rival Palmeiras no Allianz Parque e vai jogar a semifinal do torneio. O clássico desta quinta-feira (13) terminou em 2 a 1 para o Tricolor — 3 a 1 no placar agregado.

Piquerez abriu o placar para o Palmeiras ainda no primeiro tempo, aos 33 minutos. O lateral uruguaio aparentemente errou um cruzamento, que foi na direção do gol e surpreendeu o goleiro Rafael.

A virada tricolor veio dos pés de heróis improváveis. Primeiro, Caio Paulista empatou com três minutos da etapa final, aproveitando belo passe de Luciano. Foi apenas o quarto gol do lateral em 29 jogos pelo São Paulo.

O empate já dava a classificação para o time de Dorival Júnior, já que o primeiro jogo terminou com vitória por 1 a 0 no Morumbi, mas a vaga foi sacramentada aos 44 do segundo tempo, quando David marcou, também, seu quarto gol pelo clube, em boa tabela com o jovem Juan.

Antes do gol de David, Calleri chegou a marcar para o São Paulo, mas o árbitro Anderson Daronco anulou apontando falta de Diego Costa em Zé Rafael. A decisão revoltou elenco, técnico e torcida do São Paulo.

São Paulo espera Corinthians ou América-MG

Agora, o São Paulo espera o vencedor do confronto entre Corinthians e América-MG, que se enfrentam no sábado (15), às 16h30, na Neo Química Arena. No jogo de ida, 1 a 0 para os mineiros.

A outra semifinal da Copa do Brasil terá Grêmio e Flamengo.

Próximos jogos

Fora da Copa do Brasil, o Palmeiras agora volta suas atenções ao Campeonato Brasileiro, no qual enfrenta o Internacional, às 18h30 (de Brasília) deste domingo (16). No mesmo dia, o Tricolor Paulista enfrenta o Santos, às 16h.

Homenagem pré-jogo

O Allianz Parque foi tomado por uma homenagem antes da bola rolar no Choque-Rei. Quando os times já estavam em campo, a torcida alviverde puxou uma salva de palmas em tributo a Gabriela Anelli, torcedora morta no último sábado (10) em confusão com a torcida do Flamengo.

Para além do aplauso inicial, o telão ainda exibiu o rosto da torcedora, que teve o nome gritado por todo o estádio palmeirense.

Mancha Verde estende faixa em homenagem a Gabriela Anelli
Mancha Verde estende faixa em homenagem a Gabriela Anelli / ALEX SILVA/ESTADÃO CONTEÚDO

A organizada Mancha Verde também estendeu uma faixa no setor que ocupa no Allianz Parque.

Pedra no sapato

Apesar da ótima fase do rival nos últimos anos, o São Paulo tem desempenho parelho em clássicos contra o Palmeiras de Abel Ferreira. E os primeiros minutos no Allianz Parque seguiram os duelos recentes, com o Verdão se impondo no ataque, mas correndo riscos nas estocadas do Tricolor nos contragolpes.

Para cada finalização sem perigo de Rony ou Raphael Veiga, o São Paulo chegou em velocidade com campo aberto. Caio Paulista, inclusive, chegou a ficar cara a cara com Weverton, mas parou em defesa à queima-roupa do arqueiro alviverde.

De propósito?

Forte dentro de casa, o Palmeiras conseguiu manter o foco após as boas estocadas do São Paulo no campo de ataque. E foi assim, inclusive, que abriu o placar, com o lateral Piquerez.

Aos 33 minutos da segunda etapa, Gustavo Gómez acionou o uruguaio pela esquerda, que recebeu em belas condições para cruzamento. O lateral mirou, bateu de forma venenosa e contou com ajuda do goleiro Rafael para balançar às redes. Se foi um chute ou um cruzamento, apenas o camisa 22 conseguirá responder.

Resposta rápida

Para fazer jus ao bom primeiro tempo no Allianz Parque, o São Paulo buscou o empate logo nos minutos inicias do segundo tempo. Pela esquerda, Luciano se aproveitou de bola mal afastada por Mayke e rolou para o meio. Caio Paulista, livre, invadiu a grande área e bateu forte, sem chances para Weverton.

O São Paulo reencontrou as redes aos 15 minutos da segunda etapa. No lance, Wellington Rato cobrou falta na segunda trave e encontrou Calleri, sozinho, que cabeceou para o fundo do gol de Weverton.

O árbitro Anderson Daronco apontou falta do camisa 9, revisou o lance no VAR e confirmou a primeira tomada de decisão.

Fecha a conta!

O Palmeiras se lançou ao ataque em busca do gol de empate, para evitar a eliminação dentro de casa. Com isso, é claro, o Verdão passou a ceder espaços, algo que o São Paulo soube aproveitar nos minutos finais.

Após bola longa da defesa para o ataque, David venceu a disputa na intermediária, tabelou com Juan, conduziu em velocidade e ficou cara a cara com Weverton, tendo apenas o trabalho de deslocar o goleiro para selar a classificação com vitória.

Palmeiras x São Paulo

Palmeiras: Weverton; Mayke (Marcos Rocha), Gustavo Gómez, Luan e Piquerez; Zé Rafael (Gabriel Menino), Richard Ríos (Jhon Jhon), Raphael Veiga; Endrick (Flaco López), Rony e Dudu (Luis Guilherme). Técnico: Abel Ferreira.

São Paulo: Rafael; Rafinha, Arboleda, Diego Costa, Caio Paulista; Gabi Neves (Luan), Alisson (David), Rodrigo Nestor (Méndez), Wellington Rato; Luciano (Michel Araújo) e Calleri (Juan). Técnico: Dorival Júnior.

Gols: Piquerez (30 min 1ºT), do Palmeiras; Caio Paulista (4 min 2ºT) e David (44 min 2ºT), do São Paulo.

Cartões amarelos: Alisson e Luciano, do São Paulo; Mayke, do Palmeiras.

Motivo: Volta das quartas de final da Copa do Brasil.

Data e horário: 13 de julho de 2023, quinta-feira, às 20h (de Brasília).

Local: Allianz Parque, em São Paulo.

Árbitro: Anderson Daronco-RS.

Assistentes: Rodrigo Correa-RJ e Marcelo Van Gasse-SP.

VAR: Wagner Reway-PB.

[ad_2]

Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *